Los campeones del renovado DESAFÍO PEUGEOT debutarán en 2025 con un Rally2 de Stellantis Motorsport

La monomarca decana de nuestro país recupera la actividad tras un paréntesis de 16 años, ofreciendo un atractivo premio final: la oportunidad de competir por primera vez en un rally al volante de un vehículo de la máxima categoría del S-CER (Supercampeonato de España de Rallies).

15.000 euros se van a repartir entre los primeros clasificados de cada una de las cinco pruebas puntuables (tres de ellas sobre asfalto y dos en tierra) para la 24ª edición del Desafío PEUGEOT.

El Rally Rías Baixas y el RallyRACC Catalunya – Costa Daurada constituyen al mismo tiempo la mitad del calendario de la PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2024, el único campeonato monomarca que premia a sus campeones con un programa oficial en el SuperCER o el FIA ERC (European Rally Championship).

 

El Desafío PEUGEOT regresa esta temporada con energías renovadas, un enfoque novedoso, y la motivación de seguir  ofreciendo a los nuevos talentos del automovilismo español el mejor ecosistema posible para desarrollar sus habilidades y empezar a profesionalizarse en este deporte. Además de su vocación formativa, la 24ª edición de la monomarca más longeva del certamen nacional va a ensalzar también uno de los rasgos más característicos de su historia, al brindar a un joven piloto la valiosa oportunidad de debutar con un coche oficial.

 

Los campeones del Desafío PEUGEOT 2024 podrán competir en un rally la próxima temporada con un vehículo Rally2 de Stellantis Motorsport, la máxima categoría del S-CER (Supercampeonato de España de Rallies), en el que se circunscriben las cinco pruebas previstas para el relanzamiento del emblemático certamen que vuelve a impulsar PEUGEOT España.

 

El PEUGEOT 208 Rally4, el coche-escuela con el que han despuntado estas últimas temporadas los nuevos pilotos de referencia del SuperCER, va a ser el protagonista del renacido Desafío PEUGEOT. En pos de incentivar la experiencia integral de los competidores, aportándoles un bagaje completo en competición, el campeonato consta por primera vez de un calendario mixto, con tres rallies sobre asfalto y dos en tierra. Toda una novedad respecto a las 23 ediciones celebradas hasta la fecha de la insigne monomarca del león.

 

Los cinco primeros clasificados en cada prueba del renovado certamen que va a gestionar Sports&You se repartirán un total de 15.000 euros: 5.000 euros para el primero, 4.000 para el segundo, 3.000 para el tercero, 2.000 para el cuarto y 1.000 para el quinto (el 50% de los premios serán entregados como voucher para canjear por productos oficiales del catálogo de Stellantis Motorsport).

 

Dos de los cinco rallies calendados en el Desafío PEUGEOT 2024 (Rally Rías Baixas y RallyRACC Catalunya – Costa Daurada), uno en cada superficie, van a conformar al mismo tiempo el calendario mixto de la PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA, conjuntamente con dos citas del CPR (Campeonato de Portugal de Ralis) en las que ya compitieron el pasado año los PEUGEOT 208 Rally4 (Rali Terras d’Aboboreira y Rali Vinho da Madeira).

 

A partir de ahora, la exitosa monomarca internacional organizada conjuntamente desde 2018 por PEUGEOT España y PEUGEOT Portugal, va a retroalimentarse con el Desafío PEUGEOT y la nueva PEUGEOT RALLY CUP PORTUGAL, lanzada esta temporada en el país vecino. Un año más, la PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA continúa siendo la única copa de promoción que ofrece a sus campeones la oportunidad única de afrontar un programa oficial en el S-CER (Supercampeonato de España de Rallies) con un Rally2 de Citroën Racing, o un programa internacional en el FIA ERC (European Rally Championship) con un Rally4 de PEUGEOT Sport.

 

CALENDARIO DESAFÍO PEUGEOT 2024

Fecha Evento Ubicación Superficie
#1: 5-6/4 Rally Sierra Morena Córdoba (Andalucía) Asfalto
#2: 5-6/7 Rally Rías Baixas Vigo (Pontevedra) Asfalto
#3: 20-21/9 Rally Villa de Llanes Llanes (Asturias) Asfalto
#4: 18-19/10 RallyRACC Catalunya Salou (Tarragona) Tierra
#5: 15-16/11 Rally de Pozoblanco Pozoblanco (Córdoba) Tierra

 

 

CALENDARIO PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2024

Fecha Evento Ubicación Superficie
#1: 26-27/4 Rali Terras d’Aboboreira Amarante (Portugal) Tierra
#2: 5-6/7 Rally Rías Baixas Vigo (España) Asfalto
#3: 1-3/8 Rali Vinho da Madeira Funchal (Portugal) Asfalto
#4: 18-19/10 RallyRACC Catalunya Salou (España) Tierra

 

INFORMACIÓN Y FOTOS:

– en http://www.peugeotrallycupiberica.com/

– en Facebook https://www.facebook.com/peugeotrallycupiberica/

– Imágenes del PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA para la prensa (libres de derechos editoriales) en https://aifa.smugmug.com/Motorsport/PEUGEOT-Rally-Cup

  

CONTACTO:

PEUGEOT ESPAÑA – Alberto Morla |  alberto.morla@stellantis.com | + 0034 669 495 280

SPORTS & YOU – José Pedro Fontes | jpfontes@sportsandyou.pt | + 351 91 762 55 88

PEUGEOT RALLY CUP PORTUGAL e PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA com invejáveis pacotes de prémios e calendários inéditos

Após seis temporadas de sucesso, a PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA reforça-se, em 2024, com dois troféus nacionais, a nova PEUGEOT RALLY CUP PORTUGAL e o DESAFÍO PEUGEOT, em Espanha, apostando em calendários e pacotes de prémios referenciais.

Em termos de estrutura, o novo troféu nacional assenta em cinco ralis do Campeonato de Portugal de Ralis (CPR), numa época que arranca nos troços de terra do Rali Casinos do Algarve e do Rali Terras d’Aboboreira, transitando, depois, para o asfalto do Rali de Castelo Branco, do Rali Vinho Madeira e do Rali da Água Transibérico Chaves – Verín.

Destaque-se o Grande Prémio Final da PEUGEOT RALLY CUP PORTUGAL 2024, a atribuir ao ‘Campeão’, que garantirá, em 2025, o volante de uma viatura Rally2 da Stellantis Motorsport, num rali do CPR do próximo ano. Há, também, 75.000 euros em prémios monetários a distribuir no total das cinco provas do Calendário de 2024.

Já a PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA assume novos moldes em 2024 na que será a sua Temporada 7, com dois ralis em Portugal (Aboboreira e Madeira) e dois em Espanha (Rally Rías Baixas e RallyRACC Catalunya – Costa Daurada), num equilíbrio entre troços de terra e de asfalto.

O ‘Campeão’ ibérico de 2024 terá a possibilidade de fazer um de dois programas em 2025, ambos com viaturas da Stellantis Motorsport: ou com um Rally4, no Campeonato da Europa de Ralis (ERC), ou com um Rally2, numa série nacional, em Portugal ou Espanha.

 

Estreante na temporada de ralis de 2024, a nova PEUGEOT RALLY CUP PORTUGAL alicerça-se no sucesso da internacionalmente conceituada PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA e vem complementar o que de melhor se realiza de há seis anos a esta parte. A aposta recai numa nova fórmula de promoção e de lançamento de novos valores para a modalidade dos ralis.

 

Herdeiro do Troféu PEUGEOT 206, que de 2003 a 2006 alimentou incontáveis lutas pelos melhores tempos na categoria, nos troços dos grandes ralis nacionais, o novo troféu apresenta-se como uma melhoria contínua para oferecer o melhor ecossistema que permita a novos talentos desenvolverem as suas capacidades e tornarem-se em futuras referências na modalidade.

A primeira edição da PEUGEOT RALLY CUP PORTUGAL irá, ainda, garantir a um jovem piloto a valiosa oportunidade de se estrear numa viatura de escalão superior, integrado numa estrutura oficial. Somando a maior pontuação no conjunto dos cinco ralis, todos integrados no Campeonato de Portugal de Ralis (CPR), os ‘Campeões’ de 2024 terão acesso ao Grande Prémio Final: fazer um rali do CPR 2025 numa viatura Rally2 da Stellantis Motorsport.

O novo troféu arrancará no Rali Casinos do Algarve (março), seguindo-se o Rali Terras d’Aboboreira (abril), as duas provas em pisos de terra. A secção de asfalto será composta pelo Rali de Castelo Branco (junho) e o Rali Vinho Madeira (agosto), numa época que terminará em setembro, no Rali da Água Transibérico Chaves – Verín.

O aliado maior dos pretendentes ao título nacional será, à semelhança das últimas quatro temporadas da série ibérica, o PEUGEOT 208 Rally4, ‘máquina’ em que múltiplos novos pilotos de referência do CPR têm emergido nos últimos anos, contribuindo para o seu desenvolvimento e proporcionando-lhes uma experiência competitiva completa.

Em matéria de prémios, os participantes no novo troféu organizado pela PEUGEOT Portugal e gerido no terreno pela Sports & You, irão lutar por um total de 75.000 euros. São 15.000 euros em cada um dos cinco ralis, divididos entre os cinco primeiros classificados: 5.000 euros para os vencedores; 4.000 para os segundos classificados; 3.000 para os terceiros; 2.000 para os quartos e 1.000 euros para os quintos. Note-se que 50% dos prémios assumem a forma de vouchers para produtos oficiais Stellantis Motorsport.

Quanto à PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2024, esta coorganização, desde 2018, da PEUGEOT Portugal e da PEUGEOT Espanha, assume novos moldes, embora mantenha a sua essência de base, com metade das provas em cada país e uma divisão equitativa entre terra e asfalto. Para a mesma pontuará o Rali Terras d’Aboboreira (terra) e o Rali Vinho da Madeira (asfalto), do lado luso, juntando-se-lhes o Rally Rías Baixas (asfalto) e o RallyRACC Catalunya – Costa Daurada (terra), ambas parte do Desafío PEUGEOT em Espanha.

Sublinhe-se o facto de a PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA ser o único troféu de promoção a oferecer aos seus ‘Campeões’ a oportunidade única de participarem num programa oficial internacional, no âmbito do FIA ERC (Campeonato da Europa de Ralis da FIA), aos comandos de um 208 Rally4 da PEUGEOT Sport, ou num programa oficial de âmbito nacional, em Portugal ou Espanha, com um Rally2 da Stellantis Motorsport.

Acrescente-se que a Pirelli é parceira de ambas as copas em termos de fornecimento e assistência de pneus.


CALENDÁRIOS PARA 2024


PEUGEOT RALLY CUP PORTUGAL

Data Evento Região Piso
#1: 15-16 março Rali Casinos do Algarve Algarve Terra
#2: 26-27 abril Rali Terras d’Aboboreira Amarante Terra
#3: 21-22 junho Rali de Castelo Branco Castelo Branco Asfalto
#4: 01-03 agosto Rali Vinho Madeira Madeira Asfalto
#5: 13-14 setembro Rali da Água Transibérico Chaves – Verín Chaves / Verín Asfalto

 

PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA

Data Evento Região Piso
#1: 26-27 abril Rali Terras d’Aboboreira Amarante (Portugal) Terra
#2: 05-06 julho Rally Rías Baixas Vigo (Espanha) Asfalto
#3: 01-03 agosto Rali Vinho da Madeira Madeira (Portugal) Asfalto
#4: 18-19 outubro RallyRACC Catalunya Salou (España) Terra

 

INFORMAÇÕES E FOTOS:

– em http://www.peugeotrallycupiberica.com/

– no Facebook https://www.facebook.com/peugeotrallycupiberica/

– Imagens da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA para imprensa (livres de direitos editoriais) em  https://aifa.smugmug.com/Motorsport/PEUGEOT-Rally-Cup

 

CONTACTOS:

PEUGEOT PORTUGAL | Jorge Magalhães |  jorge.magalhaes@stellantis.com | + 351 96 986 16 80

SPORTS & YOU | José Pedro Fontes | jpfontes@sportsandyou.pt | + 351 91 762 55 88

GOOD NEWS | Tito Morão | tmorao@goodnews.pt | + 351 91 840 00 01

Sergi Pérez / Lorena Romero conquistam PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2023

Sergi Pérez e Lorena Romero conquistaram hoje o título de ‘Campeões’ de 2023 da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2023, depois de vencerem o RACC Rally Catalunya / Costa Daurada – Rally de España, a última jornada da Temporada 6 da copa ibérica coorganizada pela Peugeot Portugal e Peugeot Espanha, com o apoio logístico e desportivo da Sports & You.

Com a dupla catalã a entrar em força, vencendo os dois troços do primeiro dia de rali, houve apenas que gerir o ritmo a partir da altura em que ambos souberam do abandono de Pedro Antunes, o único adversário ao título de Pilotos, logo no primeiro troço de hoje, segundo dia do rali.

Com este resultado, Pérez e Romero sucederam a Diego Ruiloba e a Andrés Blanco, garantindo o Grande Prémio Final da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA, que lhes permitirá realizar, no próximo ano, uma época de ralis em Portugal ou em Espanha, num carro da categoria Rally2, ou mesmo no Campeonato da Europa de Ralis, com uma viatura Rally4.

Terminou, assim, uma luta que durou do primeiro ao último rali desta Temporada 6, composta por três provas em Portugal e outras tantas em Espanha, divididas em pisos de terra e asfalto, sempre assentes no competitivo PEUGEOT 208 Rally4, máquina saída dos ateliers da Stellantis Motorsport.

 

Pedro Antunes ou Sergi Pérez? O primeiro era, à partida desta derradeira jornada da copa ibérica de 2023, o líder provisório do ranking de Pilotos da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2023, mas com uns magros 4,4 pontos de vantagem sobre Sergi Pérez, aquele que era o seu único adversário ao título, situação que fazia antever um rali de enorme adrenalina na luta pelos melhores tempos, pela liderança e de expectativa face ao resultado final.

Ambos entraram, por isso, ao ataque logo no primeiro dia, uma etapa corrida ontem e composta por dois troços, em que Pérez registou os dois melhores tempos, cavando um fosso de 20 segundos para o piloto luso, em parte devido a um furo deste último.

Decidido a recuperar terreno, Antunes entrou na ES3 (o primeiro troço de hoje) claramente ao ataque, mas uma pancada mais violenta numa pedra quebrou um tirante da direção, colocando-o fora da prova, num final inglório para quem, durante toda a temporada, liderou a contenda. Aliás, essa mesma pedra provocaria outros estragos, também obrigando Joosep Nögene a abandonar com a transmissão partida, piloto estónio que estava em luta direta com Aleksandr Semenov, concorrente russo que entretanto abandonava depois de capotar nesse mesmo troço.

Pérez teve, a partir daí, de gerir os esforços, controlar a natural ansiedade que invadia o cockpit do PEUGEOT 208 Rally4 #24 e deixar o rali correr em sua vantagem, até atingir o pódio final montado em Salou, para, aí sim, festejar já sem qualquer pressão a conquista do tão desejado título.

“Eram enormes as expectativas, mas também os receios face ao andamento que o Pedro demonstrou ao longo do ano, mesmo nas provas feitas aqui em Espanha. Infelizmente essa luta não durou até final, mas estou naturalmente satisfeito como título agora alcançado, que era, afinal, o nosso objetivo último”, referiu no final da prova Sergi Pérez, o mais recente ‘Campeão’ da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA. ”Quero dar os parabéns à Lorena, com quem divido esta conquista, e à minha equipa Mavisa Sport, que nos soube sempre preparar e entregar um 208 Rally4 fantástico, permitindo-nos chegar a este resultado final. Também aos meus patrocinadores, à minha família e aos meus fãs, que sempre me apoiaram e incitaram, nos troços de Portugal e Espanha”.

Para o palmarés do rali fica registada a vitória de Sergi Pérez / Lorena Romero na vertente da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA, eles que terminaram os 123,39 quilómetros cronometrados, das 9 Especiais em terra deste RACC Rally Catalunya / Costa Daurada – Rally de España 2023, que se correram entre a tarde de ontem e todo o dia de hoje.

Este segundo sucesso do ano foi conseguido com uma vantagem de 12,1 segundos sobre o Alex ‘Sito’ Español / Patricia Saiz, dupla que esteve em alta num rali em que garantiram os cinco melhores tempos em troços, incluindo a pontuação extra com o melhor crono na Power Stage (ES6). Os mais rápidos nos restantes quatro troços foram os futuros / novos ‘Campeões’ da copa ibérica.

No pódio festejou-se, também, o terceiro lugar da dupla Luis Morais / Paulo Silva, o seu melhor resultado de sempre na copa, à frente dos rookies Oleg Fleganov / Aleksei Krylov, dupla russa que integrou o pelotão da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA neste último rali.

 

PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2023 – RACC Rally Catalunya / Costa Daurada – Rally de España 2023 – Classificação Geral (Final)*

 

1º Sergi Pérez (1º Júnior) / Lorena Romero, 1h31m50,0s – Mavisa Sport

2º Alex ‘Sito’ Español (2º Júnior) / Patricia Saiz Ruiloba, a 12,1s – Calm Competició

3º Luis Morais / Paulo Silva, a 9m55,03s – PT Racing

4º Oleg Fleganov / Aleksei Krylov, a 12m18,6s – Mavisa Sport

 

Desistências: Pedro Antunes / Mário Castro – PT Racing (na ES3); Aleksandr Semenov (Júnior) / Aleksei Ignatov – Mavisa Sport (na ES3); e Joosep Nogëne (Júnior) / Aleks Lesk – PT Racing (na ES3). Todos em PEUGEOT 208 Rally4

 

* Classificação provisória até à publicação dos resultados oficiais pela organização da prova.

 

 

PONTUAÇÕES FINAIS DA PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2023

Terminada esta Temporada 6 da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA ficou assim o escalonamento final das diferentes categorias:

– PILOTOS – ‘Campeão 2023’: Sergi Pérez (122 pontos); 2º Pedro Antunes (94); 3º Alex ‘Sito’ Español (74); etc. Estão classificados mais 26 Pilotos.

– NAVEGADORES – ‘Campeã 2023’: Lorena Romero (122); 2º Vitor Hugo (94); 3º Adrián Varela (49,00) etc. Estão classificados mais 27 Navegadores.

– EQUIPAS – ‘Campeã 2023’: 1º Mavisa Sport (203,4 pontos); 2º PT Racing (149,6); 3º Racing 4 You (42); etc. Estão classificadas mais 5 Equipas.

Informação complementares na Tabela de Pontuações anexa a este Comunicado de Imprensa.


PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA – GALERIA DE ‘CAMPEÕES’ 2018-2023

Temporada Piloto Navegador Equipa
#6: 2023 Sergi Pérez Lorena Romero Mavisa Sport
#5: 2022 Diego Ruiloba Andrés Blanco TerraTraining
#4: 2021 Alejandro Cachón Alejandro ‘Jandrín’ Lopez The Racing Factory
#3: 2020 Pedro Antunes Pedro Alves GC Motorsport
#2: 2019 Daniel Berdomás David Rivero TRS Rally Team
#1: 2018 Robert Blach José Murado RaceSeven

 

Temporada Taça Junior Taça Ladies
#6: 2023 Sergi Pérez
#5: 2022 Diego Ruiloba
#4: 2021 Alejandro Cachón
#3: 2020 Alejandro Cachón
#2: 2019 Josep Bassas Nabila Tejpar
#1: 2018 Robert Blach Nabila Tejpar

 

Notas: Na Temporada 1 não se atribuíram troféus de Navegador e de Equipa; A partir da Temporada 4 não se atribuiu troféu à Taça Ladies.

 

Coorganizada pela Peugeot Portugal e pela Peugeot Espanha e com a gestão logística a cargo da Sports & You, a PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2023 teve a Pirelli como parceira, no domínio do fornecimento e assistência em termos de pneus, e os apoios do RACC e do ACP.

 

INFORMAÇÕES E FOTOS:

– em http://www.peugeotrallycupiberica.com/

– no Facebook https://www.facebook.com/peugeotrallycupiberica/

– Imagens da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA para imprensa (livres de direitos editoriais) em  https://aifa.smugmug.com/Motorsport/PEUGEOT-Rally-Cup

 

 

CONTACTOS:

PEUGEOT PORTUGAL – Jorge Magalhães |  jorge.magalhaes@stellantis.com | + 351 96 986 16 80

SPORTS & YOU – José Pedro Fontes | jpfontes@sportsandyou.pt | + 351 91 762 55 88

GOOD NEWS – Tito Morão | tmorao@goodnews.pt | + 351 91 840 00 01

José Pinheiro | jpinheiro@goodnews.pt | + 351 91 565 32 73

Pedro Antunes ou Sérgi Perez: O tudo ou nada na decisão do ‘Campeão’ de 2023

A história repete-se no RACC Rally Catalunya / Costa Daurada – Rally de España 2023: Pedro Antunes e Sérgi Perez partem para o último rali do ano para decidirem, entre si, a atribuição do título de ‘Campeão’ da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2023, situação semelhante às que ocorreram em 2022 e 2021 e que espelham o elevado grau de equilíbrio e competitividade da copa.

Será, desta vez, um confronto que coloca frente a frente Portugal e Espanha, os países que dividem entre si as seis provas desta Temporada 6 da copa coorganizada pela Peugeot Portugal e Peugeot Espanha, com o apoio logístico e desportivo da Sports & You.

Com cinco ralis já corridos, reduz-se a 4,40 pontos o que separa Antunes de Perez, numa prova que tem um máximo de 33,6 pontos para distribuir: 25 pontos da vitória, mais 3 pontos para o melhor na Power Stage, tudo multiplicado por um fator 1,2 pontos.

Palcos das decisões da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2023 serão as 9 Especiais em pisos de terra, conjugando 123,39 quilómetros cronometrados, num rali de dois dias (20 e 21 de outubro), que tem um percurso total de 686,68 quilómetros.

Será o tudo ou nada entre os dois únicos candidatos ao título, ambos apostando nas capacidades das suas equipas na preparação dos competitivos e robustos PEUGEOT 208 Rally4, visando alcançar o Grande Prémio Final: um programa de ralis em 2024 com uma viatura da categoria “Rally2”, em Espanha ou Portugal, ou um carro de “Rally4”, no Europeu de Ralis.

 

A história mais recente da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA volta a repetir-se no RACC Rally Catalunya / Costa Daurada – Rally de España 2023: Pedro Antunes e Sérgi Perez partem para a última prova da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2023 para decidirem entre si a atribuição do título, repetindo o que sucedeu há um ano, entre Diego Ruiloba e Óscar Palomo, e há dois entre Alejandro Cachón e Alberto Monarri, todos eles visando o Grande Prémio Final.

Naquele que será o derradeiro confronto do ano, Antunes chega à Catalunha com 94 pontos e uma magra vantagem de 4,4 pontos para Perez (89,60 pontos), o seu único adversário ao título desta Temporada 6. Os seus resultados assentam em várias subidas a pódios nos cinco ralis corridos até à data, para além de outras pontuações, nomeadamente os valiosos pontos extra atribuídos pelos tempos nas Power Stages.

Mas qualquer deles também conta com uma desistência, pelo que fica sem efeito a potencial (des)vantagem da pontuação para descartar, pois para o escalonamento final só contam os cinco melhores resultados dos seis ralis do calendário.

Será um verdadeiro braço de ferro entre Antunes e Perez ao longo dos 123,39 quilómetros cronometrados das nove Especiais em asfalto que se correm entre esta sexta-feira e sábado (20 e 21 de outubro), parte do percurso total do RACC Rally Catalunya / Costa Daurada – Rally de España 2023. Ainda que se possam desenhar diversos cenários, quem ficar à frente do outro terá vantagem na corrida ao título, se bem que Perez tenha de ser um pouco mais incisivo do que Antunes e aproveitar o fator “casa”, num rali onde há 33,6 pontos para distribuir: 25 para o vencedor da prova, 20 para um potencial 2º lugar e 17 para um 3º (só considerando os lugares do pódio), bem como 3-2-1 pontos adicionais para os 3 mais rápidos na Power Stage, tudo isto multiplicado por um fator de 1,2 pontos.

Entre os Navegadores, é também essa a diferença pontual que separa Vitor Hugo de Lorena Romero, só que o copiloto que tem acompanhado Antunes ao longo do ano não pôde deslocar-se à prova catalã, sendo aqui substituído por Mário Castro. Ou seja, desenha-se uma potencial vantagem inicial para a copiloto espanhola que dita as notas no 208 Rally4 de Perez.

Presentes estarão, também, três pilotos que participaram na maioria das provas da copa e que têm aqui a possibilidade de escalar algumas posições no ranking final. Alex Español, atual 4º classificado, e Aleksandr Semenov, 6º à data, podem visar o 3º lugar final da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2023, pelo que irão, também eles, entregar-se a uma luta muito particular. Também Joosep Nögene, 11º classificado à partida deste rali, poderá até ascender ao 5º ou mesmo ao 4º lugar final.

Já o mais ausente Luis Morais (é apenas 22º do ranking de Pilotos) poderá, em condições excecionais, vir a integrar o top-10 final.

Na vertente dos rookies, destaque-se a estreia na copa, nesta última prova do ano, de Oleg Fleganov, segundo piloto russo.


RALLYE DE CATALUNYA / COSTA DAURADA – LISTA DE INSCRITOS*

6ª prova (de 6) da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2023

 

Piloto Nacionalidade Navegador Nacionalidade
24 Sérgi Perez Espanha Lorena Romero Espanha
25 Alex Español Espanha Patricia Saíz** Espanha
29 Pedro Antunes Portugal Mário Castro** Portugal
30 Aleksandr Semenov ANA Aleksei Ignatov ANA
31 Joosep R Nögene Estónia Aleks Lesk Estónia
32 Luis Morais Portugal Paulo Silva Portugal
35 Oleg Fleganov** ANA Aleksei Krylov ANA

 

* Todos em Peugeot 208 Rally4.

** Participação esporádica; não pontua para a copa de Navegadores.

 

PROGRAMA DO RACC RALLY CATALUNYA / COSTA DAURADA***

Sexta e última prova da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2023, terceira em pisos de terra e também terceira em Espanha, o RACC Rally Catalunya / Costa Daurada – Rally de España 2023 divide-se pelos dias 20 e 21 de outubro (sexta-feira e sábado), duas etapas que integram 9 Especiais (quatro troços, todos corridos em dupla ronda, mais uma SuperEspecial), com um acumulado de 123,39 quilómetros cronometrados, para um percurso total de 686,68 quilómetros.

A manhã de sexta-feira integra os Treinos Livres (8h15), Qualificação (09h15) e Shakedown (10h15), em que se fazem as derradeiras afinações aos set-ups dos PEUGEOT 208 Rally4, tendo como palco o troço de Salou (2 km).

Às 13h30 terá lugar a Cerimónia de Partida no Pódio montado em Port Aventura, antes da entrada dos concorrentes no Parque de Assistência. A batalha pelos melhores tempos iniciar-se-á, logo depois, na dupla passagem pelo troço de Santes Creus (12,49 km), os dois únicos troços do primeiro dia de rali, com início agendado para as 14h25 e 17h05, a que se segue o regresso às assistências e a entrada no Parque Fechado, marcando o final da 1ª Etapa.

A 2ª Etapa corre-se ao longo do dia de sábado, com a primeira ronda pelos troços de La Pobla de M./Vilalba dels Arcs 1 (23,28 km; 09h00), Horta/Bot 1 (18,62 km; 10h15) e Grandesa 1 (6,49 km; 10h50), esta última especial com o estatuto de Power Stage, que voltam a repetir-se à tarde, às 14h55, 16h10 e 17h10, respetivamente. A dividir as duas rondas correr-se-á, às 12h40, o troço-espetáculo de Salou, SuperEspecial em asfalto com 1,63 km de extensão, quando os 208 Rally4 estarão com o set-up de terra inerente ao composto principal deste último rali do ano. A consagração dos melhores no rali e a festa dos “Campeões” acontecerá no Pódio montado nas instalações do Port Aventura.

*** Horas indicadas para o primeiro carro na estrada. Horas locais; mais 1h00 do que em Portugal Continental e Região Autónoma da Madeira; mais 2h00 do que na Região Autónoma dos Açores.


TEMPORADA DE SEIS RALIS, TRÊS EM CADA LADO DA FRONTEIRA IBÉRICA

Compondo-se de seis provastrês em Portugal e três em Espanha – num desejável equilíbrio entre troços de terra e asfalto, a Temporada 6 da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA conta com um atrativo mix de provas pontuáveis para o Campeonato de Portugal de Ralis (CPR e CPR 2RM, sob a égide da FPAK), para o Super Campeonato de Espanha de Ralis (SCER, sob a égide da RFEDA), e ainda para três iniciativas da FIA: Campeonato do Mundo de Ralis (WRC), European Rally Trophy (ERT) e International Iberian Trophy (IIT).

Para o futuro ‘Campeão’ de 2023, a PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA tem reservado um Grande Prémio Final, que lhe permitirá, no próximo ano, dar um importante passo na sua carreira nos ralis, a nível nacional (em Portugal ou em Espanha) ou internacional (no Europeu de Ralis), sempre com base em viaturas da Stellantis Motorsport, génese da copa monomarca com o selo Peugeot Sport.


CALENDÁRIO DA PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2023

28 e 29 de abril Rali Terras d’Aboboreira

(Amarante, Baião e Marco de Canaveses)

Terra Portugal
11 a 14 maio Vodafone Rally de Portugal* Terra Portugal
16 e 17 junho Rally de Ourense Asfalto Espanha
3 a 5 de agosto Rali Vinho Madeira Asfalto Portugal
8 e 9 de setembro Rallye Blendio Princesa de Asturias – Ciudad de Oviedo Asfalto e Terra Espanha
20 e 21 de outubro RACC Catalunya/Rally de España Terra Espanha

 

* Percurso delineado nos dias 1 e 3 do rali.


Coorganizada pela Peugeot Portugal e pela Peugeot Espanha
e com a gestão logística a cargo da Sports & You, a PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2023 tem a Pirelli como parceira, no domínio do fornecimento e assistência em termos de pneus, e os apoios do RACC e do ACP.

 

INFORMAÇÕES E FOTOS:

– em http://www.peugeotrallycupiberica.com/

– no Facebook https://www.facebook.com/peugeotrallycupiberica/

– Imagens da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA para imprensa (livres de direitos editoriais) em  https://aifa.smugmug.com/Motorsport/PEUGEOT-Rally-Cup

 

CONTACTOS:

PEUGEOT PORTUGAL – Jorge Magalhães |  jorge.magalhaes@stellantis.com | + 351 96 986 16 80

SPORTS & YOU – José Pedro Fontes | jpfontes@sportsandyou.pt | + 351 91 762 55 88

GOOD NEWS – Tito Morão | tmorao@goodnews.pt | + 351 91 840 00 01

José Pinheiro | jpinheiro@goodnews.pt | + 351 91 565 32 73

 

 

 

PEUGEOT 208 RALLY4 – CARATERÍSTICAS TÉCNICAS

 

Chassis

Estrutura: chassis reforçado por um rollcage multiponto soldado

Carroçaria: Aço e secções plásticas

 

Motor

Tipo: EB2 Turbo

Diâmetro x curso: 75 x 90.mm

Cilindrada: 1.199 cc

Potência máxima: 212 cv às 5.450 rpm

Binário Máximo: 290 Nm às 3.000 rpm

Potência específica: 175 cv/l

Distribuição: Dupla árvore de cames à cabeça, 4 válvulas por cilindro

Alimentação: Injeção direta controlada por unidade Magneti Marelli

 

Embraiagem

Tipo: Duplo disco em cerâmica / metal

 

Transmissão

Tipo: Às rodas da frente

Caixa de velocidades: SADEV de 5 velocidades sequencial, controlo manual

Diferenciais: Mecânicos, auto-lock

 

Travões

Frente: Discos ventilados, 330 mm (asfalto) / 283 mm (terra), pinças de 4 pistons Alcon

Atrás: Discos ventilados, 290 mm, pinças de 4 pistons Alcon

Travão de mão: Controlo hidráulico

 

Suspensões

Tipo: McPherson

Amortecedores: Öhlins, ajustáveis de 3 vias (compressão a alta e baixa velocidade, recuo)

 

Rodas

Asfalto: Jantes 7×17″; pneus 19/63-17

Terra: Jantes 6×15″; pneus 17/65-15

 

Dimensões, pesos e capacidades

Comprimento / Largura: 4.052 mm / 1.738 mm

Distância entre eixos: 2.533 mm

Depósito de combustível: 60 litros

Peso: 1.080 kg (mínimo) / 1.250 kg (piloto e navegador); segundo regulamento FIA Rally4

Pedro Antunes e Sérgi Perez em luta cerrada pelo título da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA

Pedro Antunes ou Sérgi Perez: um deles será, previsivelmente, o ‘Campeão’ da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2023, a pioneira copa monomarca corrida na Península Ibérica e que terá, no final desta semana (7 a 9 de setembro) a sua quinta de seis provas da presente Temporada 6. Será um feito que, sob determinadas circunstâncias, o piloto português poderá vir a assegurar antecipadamente, algo que o adversário catalão pretende contrariar, adiando a decisão para o seu RallyRACC Catalunya – Costa Daurada, em outubro. Nesse caso, Perez poderá defender-se em casa, no que será o derradeiro confronto do ano.

Antunes tem como objetivo fechar em Oviedo as contas e assegurar um título que já alcançou em 2020. Conta, à data, com uma vantagem de 38 pontos sobre o seu adversário ao título, pelo que bastará terminar o rali à frente do seu principal adversário para garantir antecipadamente o título. Já a Perez só a vitória lhe interessa, para adiar a decisão do título.

Isto porque existem muitas possibilidades matemáticas, pois este rali (como o próximo) têm uma particularidade, em ambos se aplica um coeficiente de multiplicação aos pontos somados, quer nos ralis, quer nas respetivas Power Stages. Para além disso, Antunes tem um resultado para deitar fora, enquanto Perez tem um resultado nulo.

Tal como os restantes pilotos, irão ambos entregar-se a uma luta sem quartel ao longo dos 180,2 quilómetros das complexas 15 Especiais cronometradas da região de Oviedo. Aos comandos dos muito competitivos Peugeot 208 Rally4, todos contam com outro fator extra, pois este será um rali misto de terra e asfalto: as 8 Especiais da etapa de sexta-feira correm-se em piso solto, juntando-se-lhes 7 troços no sábado, todos em alcatrão, num rali com um percurso total de 721,55 quilómetros.

Acrescente-se que às equipas da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2023 juntam-se os participantes da igualmente competitiva Rally & You Asturias Cup, engrossando o lote de Peugeot 208 Rally4 inscritos neste 60º Rally Princesa de Asturias – Ciudad de Oviedo. Neste capítulo, destaque para o facto de Raul Hernandez aqui participar (e também no próximo rali) como prémio da Rally & You Canárias Cup 2022, iniciativa complementar que também assenta numa clara aposta na evolução de jovens pilotos na modalidade.

A PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2023 é uma coorganização da Peugeot Portugal e da Peugeot Espanha, com a logística no terreno a cargo da Sports & You.

 

FATOR DE MULTIPLICAÇÃO APIMENTA PONTUAÇÕES

Tal como há um ano, a PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2023 integra, quer neste Rally Princesa de Asturias – Ciudad de Oviedo, quer no último rali da temporada, o RACC Catalunya/Rally de España, um fator de multiplicação de 1,2 pontos à habitual estrutura de pontuações da copa (25-20-17-14-12-10-8-6-4-2 pontos para o top-10, mais 1 ponto para todos os classificados a partir da 11ª posição). Ou seja, uma vitória nestes ralis passa a valer 30 pontos, um 2º lugar passa a somar 24, um 3º acrescenta 20,4 pontos, assim sucessivamente, até ao último classificado que atingir os controlos finais. Um bónus que também incide sobre os 3+2+1 pontos reservados aos três pilotos mais rápidos na Power Stage

É com estas intrincadas contas em mente que Pedro Antunes se apresenta à partida da penúltima prova da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2023, que se corre entre esta quinta-feira e o final de tarde de sábado. ‘Campeão’ da copa de 2020, o piloto de Torres Vedras tem uma vantagem de 38 pontos sobre Sérgi Perez mas não pode ainda sentir-se confortável, pois há outro elemento a ter em conta: o número de pontuações no final do ano.

De acordo com o Regulamento Desportivo, para as contas finais contam os cinco melhores resultados do total de seis e o português tem, à data, como pior pontuação os 14 pontos do 4º lugar alcançado no Vodafone Rally de Portugal; já o catalão tem para deitar fora um resultado nulo, da desistência no Terras d’Aboboreira. Ou seja, tudo o que Perez somar até final da época é ganho; já Antunes tem de amealhar o máximo que compense esses potenciais 14 pontos de que terá de abdicar, isto a não ser que faça pior nos dois ralis do presente ano.

Acrescente-se ainda o facto de que este Rallye Princesa de Asturias – Ciudad de Oviedo ser um confronto também ele com uma particularidade especial: será um rali misto, com a etapa de sexta-feira feita em oito troços em terra, antecedendo uma entrada no Parque de Assistência em que as equipas de mecânicos terão de reconfigurar os set-ups dos Peugeot 208 Rally4 para enfrentar as sete classificativas em asfalto da etapa de sábado (ver detalhe mais à frente). Ou seja, uma verdadeira lotaria, pois as vantagens que se tenha num tipo de piso poderão diluir-se no outro.

Recorde-se que dos quatro ralis já corridos em 2023, Pedro Antunes venceu dois (Terras d’Aboboreira e Ourense), complementando os seus resultados com uma 4ª posição no Vodafone Rally de Portugal e um 2º no Vinho Madeira. É, por isso, o piloto da PT Racing quem lidera o Ranking de Pilotos, com uns sólidos 94 pontos e, principalmente, a tal vantagem de 38 pontos sobre o seu mais direto adversário ao título de 2023. Já Sérgi Perez, sem que tenha vencido qualquer rali este ano – tem um 2º lugar no Vodafone Rally de Portugal, um 3º no Vinho Madeira e um 4º em Ourense – soma 56 pontos, com o tal resultado nulo no Rallye Terras d’Aboboreira a destoar, mas que até lhe poderá ser vantajoso aquando das contas finais da temporada.

Mas há ainda que contar com os outsiders que, numa inédita prova da copa ibérica mista de asfalto e terra, poderão ter algo a dizer na discussão pelos melhores lugares. Aliás, os que melhor souberem tirar partido das diferentes condições de piso poderão imiscuir-se na luta pela vitória e até baralhar as contas da copa. Neste capítulo, o destaque recai em Alexandr Semenov, piloto que ocupa a 4ª posição na copa com 34 pontos e que, por isso e em face dos pontos a atribuir nos últimos dois ralis desta Temporada 6, é ainda um remoto candidato ao título. Conseguirá lutar pelo mesmo em condições muito extremas, tendo, não só que vencer os dois ralis, fazer o melhor tempo nas Power Stages e esperar que Antunes e Perez abandonem, ou somem pontuações muito baixas. Algo que Iago Gabeiras, o atual 3º classificado (49 pontos) já não conseguirá fazer, pois abdicou da presença nos troços de Oviedo e, com isso, da luta pelo cetro de 2023.

No tal equilíbrio nas prestações e performance registadas entre os troços de terra do primeiro dia e os de asfalto do segundo podem ter uma palavra a dizer pelos melhores tempos nomes como o competitivo Alex ‘Sito’ Español, o muito regular Joosep Ralf Noguëne ou ainda o já experiente Santi Garcia, sem esquecer os estreantes Raul Hernández e Luís Martinez.

No Ranking de Navegadores as diferenças pontuais e ambições são idênticas, surgindo Vitor Hugo como líder (94 pontos), seguido de Lorena Romero (56), Adrian Varela (49) e Alexei Ignatov (34), eles que habitualmente ditam as notas nas bacquets do lado dos respetivos pilotos acima. Já nas Equipas, a liderança provisória pertence à PT Racing (128 pontos), à frente da Mavisa Sport (99 pontos).

A duas provas do final da época e com este apetecível extra pontual nos dois últimos ralis do ano, mantém-se, assim, tudo em aberto para que os títulos de 2023 da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA possam apenas ficar decididos no último rali do ano, na Catalunha.


RALLY & YOU ASTURIAS REFORÇA CONTINGENTE 208 RALLY4

Outro motivo de destaque neste Rally Princesa de Asturias – Ciudad de Oviero é a conjugação de esforços entre os Peugeot 208 Rally4 da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA e os da iniciativa Rally & You Asturias, concentrando-se um total de doze viaturas.

Iniciativa paralela do universo Stellantis Motorsport, a Rally & You Asturias tem, neste rali, a sua segunda prova de um total de cinco, numa série que tem demonstrado, também, uma enorme competitividade, destinando-se, tal como a copa ibérica, a promover a evolução dos mais jovens pilotos no mundo dos ralis. Destaque-se o facto de que neste rali participa o local Raul Hernandez, como prémio da Rally & You Canárias Cup 2022 algo que acontecerá, também, no RACC Catalunya / Rally de España, no fim de semana de 20 e 21 de outubro.

 

PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2023

LISTA DE INSCRITOS | RALLY PRINCESA DE ASTÚRIAS (5ª prova, de 6)*

 

Piloto Júnior País Navegador País
29 Sergi Pérez Junior Espanha Lorena Romero Espanha
30 Alex ‘Sito’ Español** Júnior Espanha María E Gutiérrez Espanha
31 Santi Garcia Júnior Espanha Nestor Casal Espanha
35 Pedro Antunes Portugal Victor Hugo Portugal
36 Aleksandr Semenov Júnior ANA Aleksei Ignatov ANA
37 Joosep Ralf Noguëne Júnior Estónia Aleks Lesk Estónia
38 Raul Hernández Júnior Espanha Borja Odriozola Espanha
39 Luís Martinez Espanha Juan S Días Espanha

 

56 Ioritz Odiaga Aboitiz*** Espanha Iker M Mendieta Espanha
93 Cesar Palácio*** Espanha David de La Puente Espanha
94 Pepe Álvarez*** Júnior Espanha Víctor Valdes Espanha
95  Daniel Blanco García*** Espanha José A. Cuendias Espanha


** Todos em Peugeot 208 Rally4.

** Piloto inscrito na PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2023 e na Rally & You Asturias 2023

*** Pilotos apenas inscritos na Rally & You Asturias 2023 (2ª prova de 5).

 

RALI MISTO COM OITO TROÇOS EM TERRA E SETE EM ASFALTO****

Organizado pelo Automovil Club Principado de Asturias, o 60º Blendio Rally Princesa de Asturias – Ciudad de Oviero corre-se de 7 a 9 de setembro, adotando uma estrutura que integra 180,20 quilómetros cronometrados, das 15 Especiais de Classificação (ES) que o compõem, integradas num percurso total de 721,55 quilómetros.

O primeiro dia – sexta-feira (dia 7) – contempla os Treinos Livres (15h00 às 15h45), de Qualificação (16h00 às 16h30) e Shakedown (16h45 às 18h15), com base no troço de Posada Internaves (3,25 km), conjunto que antecede a Cerimónia Oficial de Partida, na Calle d’Uría, no centro de Oviedo, programada para as 20h30.

A grande novidade deste rali é a inclusão, pela primeira vez na sua história, de troços de terra, quatro diferentes e todos concentrados na etapa de sexta-feira (dia 8): Renfe-Carreño (13,93 km) percorrido por três vezes, Roxu-Noreña (12,79 km) e Blendio-Llanera (10,64 km), com duas passagens cada, e mais a SuperEspecial Oviedo-Origen del Camino (2,01 km). A segunda passagem por Roxu-Noreña contará como Power Stage.

Já a etapa de sábado (dia 9) conta com sete especiais, assentes em três troços distintos: Bimenes-AutoCenter Principado (10,36 km), que se cumprirá por três vezes, mais Sariego-Alchersán (13,88 km) e Gijón-Recalvi (14,75 km), com duas passagens cada.

Cumprindo-se a derradeira secção, os participantes dirigir-se-ão à Plaza de los Ferroviarios, em Oviedo, para a Cerimónia de Pódio e entrada em Parque Fechado, que marca o final do rali.

**** Horas indicadas para o primeiro carro na estrada. Horas locais; mais 1h00 do que em Portugal Continental e Região Autónoma da Madeira; mais 2h00 do que na Região Autónoma dos Açores.


SEIS RALIS EM AMBOS OS LADOS DA FRONTEIRA IBÉRICA

Compondo-se de seis provastrês em Portugal e três em Espanha – num desejável equilíbrio entre troços de terra e asfalto, a Temporada 6 da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA conta com um atrativo mix de provas pontuáveis para o Campeonato de Portugal de Ralis (CPR e CPR 2RM, sob a égide da FPAK), para o Super Campeonato de Espanha de Ralis (SCER, sob a égide da RFEDA), e ainda para três iniciativas da FIA: Campeonato do Mundo de Ralis (WRC), European Rally Trophy (ERT) e International Iberian Trophy (IIT).

Para o futuro “Campeão”, a PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2023 tem reservado um Grande Prémio Final, permitindo-lhe dar um importante passo na sua carreira nos ralis, a nível nacional (em Portugal ou em Espanha) ou internacional (no Europeu de Ralis), sempre em viaturas da Stellantis Motorsport, génese desta copa monomarca com o selo Peugeot Sport.


CALENDÁRIO DA PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2023

28 e 29 de abril Rali Terras d’Aboboreira

(Amarante, Baião e Marco de Canaveses)

Terra Portugal
11 a 14 maio Vodafone Rally de Portugal* Terra Portugal
16 e 17 junho Rally de Ourense Asfalto Espanha
3 a 5 de agosto Rali Vinho Madeira Asfalto Portugal
8 e 9 de setembro Rallye Blendio Princesa de Asturias – Ciudad de Oviedo Asfalto e Terra Espanha
20 e 21 de outubro RACC Catalunya/Rally de España Terra Espanha

 

* Percurso delineado nos dias 1 e 3 do rali.


Coorganizada pela Peugeot Portugal e pela Peugeot Espanha
e com a gestão logística a cargo da Sports & You, a PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2023 tem a Pirelli como parceira, no domínio do fornecimento e assistência em termos de pneus, e os apoios do RACC e do ACP.

 

 

 

PEUGEOT 208 RALLY4 – CARATERÌSTICAS TÉCNICAS

 

Chassis

Estrutura: chassis reforçado por um rollcage multiponto soldado

Carroçaria: Aço e secções plásticas

 

Motor

Tipo: EB2 Turbo

Diâmetro x curso: 75 x 90.mm

Cilindrada: 1.199 cc

Potência máxima: 212 cv às 5.450 rpm

Binário Máximo: 290 Nm às 3.000 rpm

Potência específica: 175 cv/l

Distribuição: Dupla árvore de cames à cabeça, 4 válvulas por cilindro

Alimentação: Injeção direta controlada por unidade Magneti Marelli

 

Embraiagem

Tipo: Duplo disco em cerâmica / metal

 

Transmissão

Tipo: Às rodas da frente

Caixa de velocidades: SADEV de 5 velocidades sequencial, controlo manual

Diferenciais: Mecânicos, auto-lock

 

Travões

Frente: Discos ventilados, 330 mm (asfalto) / 283 mm (terra), pinças de 4 pistons Alcon

Atrás: Discos ventilados, 290 mm, pinças de 4 pistons Alcon

Travão de mão: Controlo hidráulico

 

Suspensões

Tipo: McPherson

Amortecedores: Öhlins, ajustáveis de 3 vias (compressão a alta e baixa velocidade, recuo)

 

Rodas

Asfalto: Jantes 7×17″; pneus 19/63-17

Terra: Jantes 6×15″; pneus 17/65-15

 

Dimensões, pesos e capacidades

Comprimento / Largura: 4.052 mm / 1.738 mm

Distância entre eixos: 2.533 mm

Depósito de combustível: 60 litros

Peso: 1.080 kg (mínimo) / 1.250 kg (piloto e navegador); segundo regulamento FIA Rally4

 

 

INFORMAÇÕES E FOTOS:

– em http://www.peugeotrallycupiberica.com/

– no Facebook https://www.facebook.com/peugeotrallycupiberica/

– Imagens da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA para imprensa (livres de direitos editoriais) em  https://aifa.smugmug.com/Motorsport/PEUGEOT-Rally-Cup

 

CONTACTOS:

PEUGEOT PORTUGAL – Jorge Magalhães |  jorge.magalhaes@stellantis.com | + 351 96 986 16 80

SPORTS & YOU – José Pedro Fontes | jpfontes@sportsandyou.pt | + 351 91 762 55 88

GOOD NEWS – Tito Morão | tmorao@goodnews.pt | + 351 91 840 00 01

José Pinheiro | jpinheiro@goodnews.pt | + 351 91 565 32 73

PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA estreia-se na “Pérola do Atlântico” com número recorde

A pioneira copa monomarca corrida na Península Ibérica faz a sua primeira incursão fora dos limites do continente, com a estreia nas muito técnicas Especiais em piso de asfalto do Rali Vinho Madeira 2023.

Será, por isso, um rali inédito e que se antevê muito disputado, desafio a que nada menos do que 18 equipas – número recorde na copa 20023 – irão abraçar, aos comandos dos seus muito competitivos Peugeot 208 Rally4. Todos pretendem lutar entre si e contra o cronómetro, ao longo dos 183,68 quilómetros dos difíceis troços insulares – sete corridos por duas vezes e mais uma SuperEspecial espetáculo – para um percurso total de 731,50 quilómetros.

Vencedor de duas das três provas já corridas na presente Temporada 6 da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA, Pedro Antunes encima essa robusta lista de inscritos, pretendendo somar uma boa pontuação, que lhe permita gerir a revalidação de um título que já conquistou em 2020.

Entre os que seguem no encalço do atual líder da copa ibérica, decididos a recuperar terreno, destacam-se Iago Gabeiras e Sérgi Perez, dois espanhóis que, por esta ordem, completam o pódio provisório da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2023, seguidos de perto pelo russo Aleksandr Semenov e pelo luso Ricardo Sousa.

Também com a luta pelos melhores lugares no top-10 estão os demais habituées da copa e ainda cinco estreantes em 2023, incluindo quatro pilotos madeirenses com o estatuto de rookie. Neste último grupo inclui-se Vitor Sá, pluri-Campeão madeirense de ralis, que, fruto da sua longa experiência e conhecimento do terreno, irá discutir os lugares da frente. Outro dos nomes a ter em conta nessas batalhas será o também local João Silva, piloto que tem dominado a classe de 2 rodas motrizes no campeonato da Madeira.

O Rali Vinho Madeira é o último dos três ralis portugueses do calendário deste ano da copa ibérica, e irá para a estrada nos próximos dias 3 e 5 de agosto. Finda esta que será a quarta prova da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2023 (de um total de seis), ficarão por disputar dois ralis, ambos do lado de lá da fronteira: o Rallye Blendio Princesa de Asturias – Ciudad de Oviedo (setembro) e, a fechar a época, o RallyRACC Catalunya – Costa Daurada (outubro).

A PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2023 é uma coorganização da Peugeot Portugal e da Peugeot Espanha, com a logística no terreno a cargo da Sports & You.

 

 

A TÃO AGUARDADA ESTREIA DA COPA IBÉRICA NA MADEIRA

Com ralis já disputados em diferentes regiões da Península Ibérica, ao longo das suas agora seis temporadas, a PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA regista, este ano, uma estreia, o Rally Vinho Madeira, na que é a sua primeira incursão insular desde que há seis anos o projeto começou a edificar o seu estatuto. Esta estreia esteve para acontecer na época de 2020 da copa, só que, devido às condicionantes da pandemia, teve de ver-se adiada. Acontece agora, na sua Temporada 6, e em grande.

Isto porque é robusta a lista de 18 equipas inscritas – um número recorde na Ibéria em 2023 – deixando antever um rali muito disputado. Antecipa-se, assim, novo espetáculo semelhante ao que tem sido proporcionado aos fãs dos ralis, quer nas três provas já corridas na presente época (duas em Portugal e uma em Espanha), quer na grande maioria dos ralis das anteriores temporadas, divididas entre ambos os lados da fronteira ibérica.

Dos três ralis já corridos em 2023, Pedro Antunes venceu dois, o Rali Terras d’Aboboreira logo na abertura da época, juntando-lhe o Rallye Ourense, complementando os seus resultados com uma 4ª posição no Vodafone Rally de Portugal. É, por isso, o piloto da PT Racing quem lidera o Ranking de Pilotos, com uns sólidos 72 pontos e, principalmente, uma vantagem confortável de 31 pontos sobre o seu mais direto adversário ao título de 2023, em vésperas do início da segunda metade da época.

Por seu turno, depois de um 2º e um 3º lugares nas duas provas lusas, Iago Gabeiras (41 pontos) capitulou ‘em casa’, deixando fugir o até aqui incontestado líder da copa, ao mesmo tempo que viu aproximar-se o seu conterrâneo Sérgi Perez (38 pontos), sob o qual tem uma margem de apenas 3 pontos. Não muito longe estão o russo Aleksandr Semenov (32 pontos) e os dois portugueses Ricardo Sousa (26 pontos) e Ernesto Cunha (24 pontos), de uma classificação que, neste momento, contempla um total de 20 nomes.

Um motivo de destaque é um piloto de renome que vai fazer a sua estreia absoluta aos comandos de um competitivo, robusto e fiável Peugeot 208 Rally4. Pluri-Campeão de Ralis da Madeira, o madeirense Vitor Sá, mercê da sua vasta experiência na modalidade e conhecimento do terreno, irá, decerto, dar muitas dores da cabeça a todos os seus adversários.

João Silva é outro ponta-de-lança, fruto da sua crescente adaptação ao 208 Rally4 nas provas do regional madeirense. Junta-se-lhe Artur Quintal, que também corre na ilha com a máquina desenvolvida pelo Departamento de Competição Cliente da Peugeot Sport. Pedro Coelho, também madeirense, e Alberto San Segundo, espanhol que já vimos em épocas anteriores da copa, fazem a sua estreia na copa 2023.

A completar o conjunto de presenças no Rali Vinho Madeira 2023 teremos Guilherme Meireles, Hugo Lopes, Joosep Ralf Noguëne, Kevin Saraiva, Luís Morais, Manuel Pereira e Pablo Blanco, pilotos que, como os demais, correm atrás do atrativo pacote de 20.000 euros em prémios monetários a distribuir neste rali, 19.000 pelos ocupantes do top-10 e 1.000 euros para o vencedor da categoria Júnior (nascido em ou após 1 de janeiro de 1996).

Ainda em termos de classificações, acrescente-se que o Ranking de Navegadores tem Vitor Hugo como líder (72 pontos), seguido de Adrián Varela (41 pontos) e Lorena Romero (38 pontos), eles que habitualmente ditam as notas nas bacquets do lado dos respetivos pilotos. Nas Equipas, a liderança provisória pertence à PT Racing (96 pontos), à frente da Mavisa Sport (79 pontos) e da Racing 4 You (42 pontos).


DUAS ETAPAS, 15 TROÇOS E 183,68 QUILÓMETROS CRONOMETRADOS*

Organizado pelo Club Sports Madeira, o 64º Rali Vinho Madeira corre-se de 3 a 5 de agosto, adotando uma estrutura que integra 183,68 quilómetros cronometrados, das 15 Especiais de Classificação (ES) que o compõem, integradas num percurso total de 731,50 quilómetros. Tem sede na Escola Profissional Atlântico, Edifício Marina Fórum, no Funchal, e é pontuável, entre outros, para o Campeonato de Portugal de Ralis (CPR e CPR/2RM), e para o FIA European Rally Trophy (ERT).

O primeiro dia – quinta-feira (dia 3) – contempla as habituais sessões de Treinos Livres (08h00 às 10h00), de Qualificação (10h30 às 11h00) e Shakedown (11h30 às 13h30), com base no troço de Água de Pena (3,35 km), conjunto que antecede a Cerimónia Oficial de Partida, na Praça do Povo, no centro do Funchal, programada para as 16h00.

Depois, ao final da tarde, é, também, no centro da capital madeirense que decorre o primeiro confronto entre os participantes, nos 2,18 km do troço espetáculo Cidade do Funchal (ES1; 19h30), seguindo-se a entrada das viaturas no Parque Fechado.

Na sexta-feira (dia 4), a alvorada é às 09h00, para uma rápida passagem no Parque de Assistência, na Av. Doutor Sá Carneiro (15 min), dali rumando para a primeira deduas rondas por três troços: ES2 Campo de Golfe 1 (10,47 km; 10h13), ES3 Palheiro Ferreiro 1 (19,05 km; 10h59) e ES4 Santana 1 (14,14 km; 12h40). Segue-se nova visita às Assistências (30 min) a partir das 14h01.

A 1ª Etapa do Rali Vinho Madeira 2023 completa-se à tarde, nesta mesma sequência de troços, a correrem-se às 15h29 (ES5 Campo de Golfe 2), 16h15 (ES6 Palheiro Ferreiro 2) e 17h56 (ES7 Santana 2), respetivamente. A partir das 19h10, as equipas têm 45 minutos para prepararem os seus 208 Rally4 para o dia seguinte – o último do rali – antes de as terem de colocar no Parque Fechado, ali reparando as eventuais mazelas dos 89,50 km de troços já corridos.

Corrida no sábado (dia 5), a 2ª Etapa tem mais 94,18 km contra o cronómetro, de novo divididos por duas rondas, mas por quatro troços. O dia começa às 9h00 com uma rápida passagem (15 min) pelo Parque de Assistência, seguindo-se a ES8 Câmara de Lobos 1 (10,32 km; 09h48), ES9 Ponta do Sol 1 (10,95 km; 10h39), ES10 Calheta 1 (14,45 km; 11h19) e ES11 Rosário 1 (11,37 km; 12h37).

Finda esta ronda, a partir das 13h27, há nova preparação de 30 minutos para a volta da tarde, composta pelos mesmos troços: ES12 Câmara de Lobos 2 às 14h30, ES13 Ponta do Sol 2 às 15h21, ES14 Calheta 2 às 16h01 e, a fechar – servindo como Power Stage (com atribuição de pontos extra aos três pilotos mais rápidos) – a ES15 Rosário 2, agendada para as 17h19.

Após uma rápida entrada de 10 minutos nas Assistências (a partir das 18h18), para colocarem as suas viaturas no melhor estado possível depois deste longo confronto, os pilotos, navegadores e equipas rumam ao Pódio de Consagração, montado na Avenida do Mar e das Comunidades Madeirenses – Praça do Povo, para os festejos que deverão começar pelas 18h30.

* Nota: As horas indicadas referem-se ao primeiro carro na estrada.


PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2023

LISTA DE INSCRITOS | RALI VINHO MADEIRA (4ª prova, de 6)

 

 

Piloto Júnior País Navegador País
45 Alberto San Segundo Espanha Eva Rodriguez Espanha
37 Aleksandr Semenov Júnior ANA Aleksei Ignatov ANA
38 Artur Quintal Portugal Vítor Henriques Portugal
29 Ernesto Cunha Portugal Rui Raimundo Portugal
43 Guilherme Meireles Júnior Portugal Carlos Magalhães Portugal
30 Hugo Lopes Júnior Portugal Tiago Neves Portugal
35 Iago Gabeiras Júnior Espanha Adrian Varela Espanha
33 João Silva Portugal João Paulo Portugal
40 Joosep Ralf Noguëne Júnior   Aleks Lesk  
32 Kevin Saraiva Júnior Portugal Bia Pinto Portugal
56 Luís Morais Portugal Paulo Silva Portugal
41 Manuel Pereira Portugal Pedro Magalhães Portugal
44 Pablo Blanco Espanha Ian Quintana Espanha
34  Pedro Antunes Portugal Victor Hugo Portugal
42 Pedro Coelho Portugal Paulo Ferreira Portugal
31 Ricardo Sousa Portugal Luís Marques Portugal
36 Sergi Pérez Junior Espanha Lorena Romero Espanha
39 Vitor Sá Portugal Vitor Calado Portugal

 

SEIS RALIS EM AMBOS OS LADOS DA FRONTEIRA IBÉRICA

Compondo-se de seis provastrês em Portugal e três em Espanha – num desejável equilíbrio entre troços de terra e asfalto, a Temporada 6 da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA conta com um mix de provas pontuáveis para o Campeonato de Portugal de Ralis (CPR e CPR 2RM, sob a égide da FPAK), para o Super Campeonato de Espanha de Ralis (SCER, sob a égide da RFEDA), e ainda para três iniciativas da FIA: Campeonato do Mundo de Ralis (WRC), European Rally Trophy (ERT) e International Iberian Trophy (IIT).

Para o futuro “Campeão”, a PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2023 tem reservado um Grande Prémio Final, permitindo-lhe dar um importante passo na sua carreira nos ralis, a nível nacional (em Portugal ou em Espanha) ou internacional (no Europeu de Ralis), sempre em viaturas da Stellantis Motorsport, génese desta copa monomarca com o selo Peugeot Sport.


CALENDÁRIO DA PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2023

28 e 29 de abril Rali Terras d’Aboboreira

(Amarante, Baião e Marco de Canaveses)

Terra Portugal
11 a 14 maio Vodafone Rally de Portugal* Terra Portugal
16 e 17 junho Rally de Ourense Asfalto Espanha
3 a 5 de agosto Rali Vinho Madeira Asfalto Portugal
8 e 9 de setembro Rallye Blendio Princesa de Asturias – Ciudad de Oviedo Asfalto e Terra Espanha
20 e 21 de outubro RACC Catalunya/Rally de España Terra Espanha

 

* Percurso delineado nos dias 1 e 3 do rali.


Coorganizada pela Peugeot Portugal e pela Peugeot Espanha
e com a gestão logística a cargo da Sports & You, a PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2023 tem a Pirelli como parceira, no domínio do fornecimento e assistência em termos de pneus, e os apoios do RACC e do ACP.

 

INFORMAÇÕES E FOTOS:

– em http://www.peugeotrallycupiberica.com/

– no Facebook https://www.facebook.com/peugeotrallycupiberica/

– Imagens da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA para imprensa (livres de direitos editoriais) em  https://aifa.smugmug.com/Motorsport/PEUGEOT-Rally-Cup

 

CONTACTOS:

PEUGEOT PORTUGAL – Jorge Magalhães |  jorge.magalhaes@stellantis.com | + 351 96 986 16 80

SPORTS & YOU – José Pedro Fontes | jpfontes@sportsandyou.pt | + 351 91 762 55 88

GOOD NEWS – Tito Morão | tmorao@goodnews.pt | + 351 91 840 00 01

José Pinheiro | jpinheiro@goodnews.pt | + 351 91 565 32 73

 

PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2023 ruma a Espanha e aos troços de asfalto

Dois ralis já corridos, dois vencedores diferentes, ambos portugueses – Pedro Antunes (Terras d’Aboboreira) e Ricardo Sousa (Vodafone Rally de Portugal) – na Temporada 6 da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA. Em comum apenas o facto de ambos terem tido como palcos troços de terra, realizados a norte de Portugal, dois fatores que vão mudar diametralmente na que será a terceira prova da presente época de 2023, o Rallye Ourense.

Será o primeiro dos três ralis espanhóis do calendário deste ano da copa ibérica, e irá para a estrada nos próximos dias 16 e 17 de junho, nas especiais em asfalto da região a noroeste do país vizinho. Compõe-se de 12 troços cronometrados (incluindo uma dupla SuperEspecial noturna na noite do primeiro dia), para uma distância competitiva de 163,60 quilómetros, integrada num percurso total de 472,93 quilómetros.

Na luta pela vitória estarão, naturalmente, os pilotos locais, que não pretendem ver os invasores do país vizinho retirarem-lhes a supremacia no seu território, com especial incidência de Iago Gabeiras, atual segundo no ranking de Pilotos, a apenas 4 pontos do atual líder Antunes, o ‘Campeão’ da copa de 2020.

Para além desses nomes que, à data, ocupam o top-3 da copa, estão inscritos mais oito duplas de Leões que, aos comandos dos competitivos e fiáveis Peugeot 208 Rally4, estão ávidos de um resultado de relevo que os leve a encarar, com menor pressão relativa, a segunda metade do ano, que se irá compor de mais três provas: Rally Vinho Madeira (agosto), Rallye Blendio Princesa de Asturias – Ciudad de Oviedo (setembro) e RallyRACC Catalunya – Costa Daurada (outubro).

A PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2023 é uma coorganização da Peugeot Portugal e da Peugeot Espanha, com a logística no terreno a cargo da Sports & You.

 

QUATRO PONTOS SEPARAM OS DOIS PRIMEIROS

São apenas quatro os pontos que separam o luso Pedro Antunes, vencedor do Rali Terras d’Aboboreira e 4º classificado no Vodafone Rally de Portugal, de Iago Gabeiras, piloto espanhol que alcançou um 2º e 3º lugar, respetivamente, nessas que foram as duas primeiras provas da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2023. Atrás deles, decidido a recuperar de um início de época menos feliz, encontra-se Ricardo Sousa, vencedor indiscutível do rali que, há menos de um mês, integrou o programa da prova portuguesa pontuável para o WRC.

Aos comandos dos seus competitivos, robustos e fiáveis Peugeot 208 Rally4, este trio apresenta-se, agora, nas classificativas do Rallye Ourense, terceira prova da época, com muita vontade de alcançar novos bons resultados e, principalmente, de sólidas pontuações que lhes permitam abordar, com renovada estratégia, a segunda metade do ano.

Na ausência do compatriota Ernesto Cunha, atual 4º classificado na copa, a oposição mais próxima parece vir de Aleksandr Semenov, piloto russo que também ocupa, ex-aequo, essa posição no ranking de Pilotos, 1 ponto à frente de Sérgi Perez.

Por seu turno, caso as coisas lhes corram de feição, Joosep Ralf Nögene, Adrià Serratosa e Pablo Blanco poderão melhorar significativamente o seu pecúlio pontual. Eles fecham, por esta ordem, o atual ranking de Pilotos da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2023.

A completar o conjunto de presenças em Ourense teremos Santiago Garcia, piloto que regressa à copa ibérica, e os rookies Manuel Fernandez e Alex Español, todos pretendendo brilhar na sua prova de estreia na copa ibérica de 2023.

Tudo isto, claro, tendo também todos eles em vista o atrativo pacote de 20.000 euros em prémios monetários a distribuir, de novo, neste rali, 19.000 pelos ocupantes do top-10 e os restantes 1.000 euros para o vencedor da categoria Júnior (nascido em ou após 1 de janeiro de 1996).

 

DUAS ETAPAS, 12 TROÇOS E 163,60 QUILÓMETROS CRONOMETRADOS*

Organizado pela Escuderia Ourense, o Rallye de Ourense adota uma estrutura de dois dias, com uma dúzia de especiais, com 163,60 quilómetros ao cronómetro, integrada num percurso total de 472,93 quilómetros.

A 1ª Etapa (sexta-feira, 16 de junho) inicia-se pelas 16h20 na Expourense, onde se situa o Parque de Assistência, para a primeira passagem pelos troços de Amoeiro 1 (15,08km) às 16h50 e Irixo Boborás 1 (18,02 km) às 17h35, volta que terminará com um Reagrupamento de 20 minutos no Jardín del Posío (18h30), antecedendo uma visita às assistências (19h05/19h35). Repetem-se, depois, essas mesmas especiais, com Amoeiro 2 às 20h05 e Irixo Boborás 2 às 20h50.

Depois de novo Reagrupamento de 45 minutos em Ourense (21h42), terá lugar a última secção deste primeiro dia, com uma dupla passagem, intervalada, pela SuperEspecial Concello de Ourense, 1,82 km, a completar a partir das 22h30. O regresso ao Parque de Assistência inicia-se às 22h52, havendo 45 minutos para colocar tudo a postos para o dia seguinte, antes da obrigatória entrada no Parque Fechado das viaturas, no Jardín del Posío.

O dia de sábado (17 de junho) está reservado à 2ª Etapa, iniciando-se pelas 09h50, com a saída do Jardín del Posío, para uma rápida ida de 10 minutos às assistências (10h02) antes de fazerem, de novo, à estrada e às batalhas. Os Peugeot 208 Rally4 iniciam os confrontos em Barbadás 1 (10,14 km) às 10h30, seguindo-se Merca-Celanova 1 (23,31 km) às 11h07 e Cartelle-Toen 1 (23,50 km) às 12h10, findo o qual há o primeiro Reagrupamento (40 minutos) do dia na cidade que dá nome ao rali, e nova visita de 30 minutos ao Parque de Assistências, para preparar a segunda volta.

Barbadás 2, às 14h50, abre as hostilidades, servindo de Power Stage (em Espanha denominado TC Plus) para a copa, atribuindo 3-2-1 pontos adicionais aos três mais lestos a cumprir o troço, a somar às pontuações que os concorrentes vierem a obter de acordo com as suas posições na Classificação Geral Final nesta terceira prova da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2023.

Esses resultados serão conhecidos depois de se cumprir os restantes dois troços da prova, Merca-Celanova 2 às 15h30 e Cartelle-Toen 2  às 17h00, intervalados por um Reagrupamento de 30 minutos, num rali que terminará, cumprindo-se o planeado, a partir das 18h00 no pódio montado no Parque de San Lazaro.

* Nota: Horas locais, mais 1h00 do que em Portugal Continental; as horas indicadas referem-se ao primeiro carro na estrada.


PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2023

LISTA DE INSCRITOS | RALLY DE OURENSE (3ª prova, de 6)

 

Piloto Júnior País Navegador País
16 Sergi Pérez Junior Espanha Lorena Romero Espanha
18 Santiago Garcia Espanha Nestor Casal Espanha
19 Alex Español Junior Espanha José Murado Espanha
22  Pedro Antunes Portugal Victor Hugo Portugal
23 lago Gabeiras Junior Espanha Adrian Varela Espanha
24 Ricardo Sousa Portugal Luis Marques Portugal
25 Aleksandr Semenov Junior ANA Aleksei Ignatov ANA
26 Joosep Ralf Nögene Junior Estónia Aleks Lesk Estónia
27 Adrià Serratosa Espanha Carla Salvat Espanha
28 Pablo Blanco Espanha Ian Quintana Espanha
29 Manuel Fernandez Espanha Alex Cid Espanha

 

SEIS RALIS EM AMBOS OS LADOS DA FRONTEIRA IBÉRICA

Compondo-se de seis provastrês em Portugal e três em Espanha – num quase equilíbrio entre troços de terra e asfalto, a Temporada 6 da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA divide-se por ambos os lados da fronteira ibérica, num mix de provas pontuáveis para o Campeonato de Portugal de Ralis (CPR e CPR 2RM, sob a égide da FPAK), para o Super Campeonato de Espanha de Ralis (SCER, sob a égide da RFEDA), e ainda para três iniciativas da FIA: Campeonato do Mundo de Ralis (WRC), European Rally Trophy (ERT) e International Iberian Trophy (IIT).

Para o futuro “Campeão”, a PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2023 tem reservado um Grande Prémio Final, permitindo-lhe dar um importante passo na sua carreira nos ralis, a nível nacional (em Portugal ou em Espanha) ou internacional (no Europeu de Ralis), sempre em viaturas da Stellantis Motorsport, génese desta copa monomarca com o selo Peugeot Sport.


CALENDÁRIO DA PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2023

28 e 29 de abril Rali Terras d’Aboboreira

(Amarante, Baião e Marco de Canaveses)

Terra Portugal
11 a 14 maio Vodafone Rally de Portugal* Terra Portugal
16 e 17 junho Rally de Ourense Asfalto Espanha
3 a 5 de agosto Rali Vinho Madeira Asfalto Portugal
8 e 9 de setembro Rallye Blendio Princesa de Asturias – Ciudad de Oviedo Asfalto e Terra Espanha
20 e 21 de outubro RACC Catalunya/Rally de España Terra Espanha

Ricardo Sousa / Luis Marques vencem segunda ronda da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2023

Da entrada de leão dos espanhóis Iago Gabeiras / Adrián Varela, à vitória final dos lusos Ricardo Sousa / Luis Marques mediaram 7 Especiais – Vieira do Minho, Amarante e Felgueiras, mais a SuperEspecial de Lousada – 144,88 km cronometrados que definiram os eventos deste Vodafone Rally de Portugal, segunda prova da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2023.

Jornada baseada no segundo dia competitivo da prova do WRC e também pontuável para o Campeonato de Portugal de Ralis de 2 Rodas Motrizes, foi neste sábado que se escreveu a história do rali, com um pódio que se completou com Sérgi Perez / Lorena Romero, que ficou a uns expressivos 44,9 segundos do objetivo máximo (apenas venceu entre os Juniores), um lugar à frente dos compatriotas Iago Gabeiras / Adrián Varela, estes a já mais de 3 minutos dos vencedores.

Aos comandos dos competitivos Peugeot 208 Rally4, para além das equipas que passaram pelo 1º lugar, outras bateram-se pelas restantes posições do top-10, incluindo os dois nomes que, na Aboboreira, discutiram a vitória, mas que, aqui, mercê da maior inspiração dos seus adversários, apenas puderam visar posições mais secundárias.

Com os resultados acumulados nos dois ralis em terra já disputados e os respetivos pontos somados, Pedro Antunes e Vítor Hugo, que aqui não foram além do 4º lugar, mas que somaram 3 pontos da vitória na Power Stage, continuam na posição de líderes dos rankings de Pilotos e Navegadores da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2023.

É nessa posição em que, no próximo dia 16 de junho, irão partir para a terceira jornada do ano, o Rallye de Ourense, a primeira de três provas em Espanha e, também, o primeiro rali do ano em alcatrão, desta iniciativa a cargo da Peugeot Portugal e Peugeot Espanha, com a logística da Sports & You.

 

DOS AMBICIOSOS OBJETIVOS AOS RESULTADOS REAIS

Eram diversos os objetivos definidos pelo grupo de Pilotos, Navegadores e respetivas Equipas que, na noite da passada quinta-feira (11 de maio), se apresentaram ao mundo na Cerimónia de Partida do Vodafone Rally de Portugal, no pódio montado em Coimbra, para uma prova que, em termos de PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA, adotou uma estrutura muito diferente da dos últimos anos, usando, apenas e só, o percurso de sábado deste rali de quatro dias pontuável para o WRC 2023.

Pedro Antunes / Vitor Hugo, vencedores do Terras d’Aboboreira, queriam repetir o feito; Sergi Perez / Lorena Romero, ali desistentes, depois de uma quase certa vitória, pretendiam a desforra; Iago Gabeiras / Adrián Varela tinham o degrau mais alto do pódio em vista, depois de um 2º lugar; Ernesto Cunha / Rui Raimundo queriam subir dois, eles que foram 3ºs há pouco mais de 15 dias; e Hugo Lopes / Tiago Neves, que então ficaram a um passo do pódio, queriam brilhar neste evento mundialista, para um resultado e pontuação que os aproximasse dos líderes.

Para além destas seis duplas, a prova lusa do WRC e do CPR-2RM contou, à partida, com outros tantos adversários, também eles ávidos de um bom resultado: Aleksandr Semenov / Aleksei Ignatov, Paulo Roque / Marco Macedo, Manuel Pereira / Pedro Magalhães, Adrià Serratosa / Eric Bellver, Joosep Nögene / Aleks Lesk e Pablo Blanco / Ian Quintana.

Esperavam-nos 7 Especiais – Vieira do Minho, Amarante e Felgueiras em dupla ronda, mais a SuperEspecial de Lousada – num total de 144,88 km cronometrados, que se em alguns casos foram verdadeiros quebra-cabeças, designadamente nas mais demolidoras segundas passagens, noutros serviram de palcos inspiradores, contribuindo para os objetivos pré-definidos.

Que o digam os ocupantes do pódio final, nomeadamente a dupla vencedora, Sousa / Marques, que depois de um arranque menos conseguido – perderam mais de 20 segundos na primeira Especial do dia – alcançaram a ambicionada vitória, a que juntaram a primeira posição entre os concorrentes do CPR-2RM.

Atrás deles, a quase 45 segundos, ficaram Perez / Romero, com uma vantagem muito folgada de mais de 2 minutos sobre Gabeiras Varela, num pódio a que não conseguiu chegar Antunes / Hugo, aqui vergados à maior supremacia dos seus adversários ao título de 2023 da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA.

Mas vejamos o desenrolar dos acontecimentos deste Vodafone Rally de Portugal, segunda prova (de seis) da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2023.


DO ATAQUE INICIAL DE IAGO GABEIRAS…

Fez-se hoje (sábado) à estrada o plantel da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2023 no âmbito do Vodafone Rally de Portugal, segunda prova do ano, protagonizando um rali que teve uma indefinição mais relacionada com o estado dos troços, em especial nas segundas passagens, e o seu impacto no resultado final.

Coube a Iago Gabeiras estabelecer a primeira fasquia, com um tempo canhão nos 16,61 km de Vieira do Minho 1, batendo Hugo Lopes por nada menos do que 19,1 segundos e Ricardo Sousa por mais quatro décimos. Bateram também Pedro Antunes, vencedor do Rali d’Aboboreira, e Sergi Perez, o tal adversário que, por manifesto azar, não conseguiu esse primeiro sucesso nesta temporada.

Já os duros 37,24 km de Amarante 1 distribuíram uma série de furos a vários pilotos, nomeadamente a Gabeiras e Antunes, mas afetaram em muito a prova de Ernesto Cunha, outro dos expectáveis candidatos ao sucesso na segunda prova de 2023. Incólumes, Sousa, Lopes e Perez registaram os três melhores tempos, assumindo idênticas posições à cabeça da copa.

A fechar a ronda da manhã, Felgueiras 1 (8,81 km) foi troço em que, uma vez mais, um inconformado, mas incisivo, Gabeiras voltou a estabelecer a melhor marca, batendo Sousa e Antunes.

Finda a primeira volta por estas três classificativas, Ricardo Sousa destacava-se dos concorrentes com um avanço de 37,7 segundos sobre Hugo Lopes, que por sua vez tinha uns mínimos 1,2 segundos sobre Sergí Perez. Já longe das pretensões a uma potencial vitória, Iago Gabeiras e Pedro Antunes tinham 15 segundos a separá-los.


… À VITÓRIA INCONTESTADA DE RICARDO SOUSA

Ainda decidido a ir buscar um potencial 1º lugar, Perez atirou-se aos 16,61 km de Vieira do Minho 2, retirando 15 segundos ao seu tempo da manhã e recuperando 8,1 segundos ao líder Sousa. Menos feliz foi Lopes, perdendo quase 40 segundos, para depois abandonar na ligação. Já Gabeiras ganhava 15 segundos a Antunes, cimentando o seu, entretanto herdado, 3º lugar provisório.

Seguiram-se os implacáveis e longos 37,24 km de Amarante 2, troço que, como de manhã, voltou a mostrar-se duro para as borrachas, mas não tanto. Sousa, Gabeiras e Antunes atravessaram-no sem percalços, registando-se um claro ascendente do líder, que ganhou pelo menos 25 segundos a toda a gente.

Servindo de Power Stage da copa, os 8,81 km de Felgueiras 2 apresentaram Antunes, Gabeiras e Perez como os mais rápidos, atribuindo-lhes 3, 2 e 1 pontos extra, respetivamente, às pontuações das posições ocupadas no final do rali.

Antes dos 3,36 km da SuperEspecial de Lousada, onde não seria expectável uma grande mexida nas posições da copa, era o seguinte o top-4 da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA: Ricardo Sousa era um mais folgado líder, com 44,2 segundos sobre Sergí Perez. Iago Gabeiras estava já a quase 3 minutos do 1º lugar, tendo Pedro Antunes 29,6 segundos atrás de si, à espreita de um potencial percalço com um dos seus adversários para uma eventual subida ao pódio. Os demais classificados na copa encontravam-se já a mais de 9 minutos dos líderes.

No troço espetáculo que serviu de despedida da copa neste rali, a melhor exibição cronometrada foi de Antunes, frente a um já felicíssimo Sousa e a Pérez, completando-se, assim, o total de 144,88 km cronometrados desta prova.

Acrescente-se que com estes resultados Sérgi Perez chamou a si o troféu de “Melhor Junior”, enquanto a dupla Ricardo Sousa / Rui Marques garantiu a vitória no CPR-2RM nesta prova integrada na jornada de maior dimensão, da responsabilidade do ACP Motorsport.


PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2023

VODAFONE RALLY DE PORTUGAL – CLASSIFICAÇÂO GERAL PROVISÓRIA*

1º Ricardo Sousa / Luis Marques

2º Sérgi Pérez (1º Junior) / Lorena Romero, a 44,9s

3º lago Gabeiras (2º Junior) / Adrian Varela, a 3m02,1s

4º Pedro Antunes / Victor Hugo, a 3m19,9s

5º Aleksandr Semenov (3º Junior) / Aleksei Ignatov, a 9m22,2s

6º Paulo Roque / Marco Macedo, a 10m43,9s

7º Manuel Pereira / Pedro Magalhães, a 12m58,4s

8º Ernesto Cunha / Rui Raimundo, a 15m33,9s

Abandonos: Hugo Lopes (Junior) / Tiago Neves; Adrià Serratosa / Eric Bellver; Joosep Nögene (Junior) / Aleks Lesk; Pablo Blanco / Ian Quintana; Não Alinharam: José Loureiro / ‘Bino’ Santos; Xavier Agustina / Sérgio Fernandez

Todos em Peugeot 208 Rally4

* Classificação oficiosa até à publicação dos Resultados Oficiais pelo ACP Motorsport.


PEDRO ANTUNES E VITOR HUGO MANTÊM-SE LÍDERES DA COPA 2023

Mercê dos resultados obtidos nas duas primeiras provas do ano – Terras d’Aboboreira e Vodafone Rally de Portugal (pontuações à geral nos ralis e nas respetivas Power Stages) – os rankings de Pilotos e Navegadores da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2023 mantêm os lusos Pedro Antunes (o ‘Campeão de 2020 da copa) e Vitor Hugo como líderes, com um acumulado de 45 pontos.

Seguem-se as duplas Iago Gabeiras / Adrián Varela (41 pontos) e Ricardo Sousa / Luis Marques (25 pontos), ocupantes provisórios dos lugares de pódio de duas listas que integram 17 nomes cada. No domínio das Equipas, a PT Racing soma 59 pontos, sendo agora seguida pela Mavisa Sport (45 pontos) e pela Racing 4 You (42 pontos), sendo sete as formações pontuadas até à data (ver detalhe na Tabela de Pontuações anexa a este Comunicado).


PRÓXIMO ENCONTRO: RALLY DE OURENSE, EM ESPANHA

Findas as duas primeiras provas desta Temporada 6 da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2023, ambas em pisos de terra e corridas em solo português, a próxima correr-se-á em Espanha, nos dias 16 e 17 de junho, tendo como palco as classificativas de asfalto do Rally de Ourense.

Recorde-se que esta copa ibérica se compõe por 3 provas do Campeonato de Portugal de Ralis (CPR e CPR-2RM, sob a égide da FPAK), e mais 3 do SuperCampeonato de Espanha de Ralis (SCER, sob a égide da RFEDA), algumas delas pontuáveis para eventos FIA: Campeonato do Mundo de Ralis (WRC), European Rally Trophy (ERT) e International Iberian Trophy (IIT).

Coorganizada pela Peugeot Portugal e pela Peugeot Espanha e com a gestão logística a cargo da Sports & You, a PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2023 tem a Pirelli como parceira, no domínio do fornecimento e assistência em termos de pneus, e os apoios do RACC e do ACP.

PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2023 retoma luta titânica no palco do WRC

Apenas 15 dias passados sobre um Rali Terras d’Aboboreira com indefinição do vencedor até à derradeira especial, eis que a PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2023 já tem a sua segunda jornada à vista, nada menos do que o Vodafone Rally de Portugal, prova pontuável para o WRC e também para o CPR e CPR-2RM, correndo-se nos dias 11 e 13 de maio (de quinta-feira a sábado).

Os valorosos Leões da copa ibérica irão regressar aos troços nacionais num rali que, em termos competitivos, se concentrará no dia de sábado, numa etapa composta por 7 Especiais, passando, por duas vezes, por Vieira do Minho, Amarante e Felgueiras, juntando-se-lhes a SuperEspecial de Lousada, num total de 144,88 km cronometrados, integradas num percurso completo de 668,12 km.

É total a indefinição quanto ao vencedor desta segunda de três jornadas em solo luso e também a segunda em pisos de terra, depois do que se assistiu no triângulo Amarante, Baião e Marco de Canaveses, prova que teve uma batalha sem tréguas pela vitória entre vários dos competitivos e fiáveis Peugeot 208 Rally4.

Neste segundo encontro da Temporada 6 da copa ibérica estarão muitos dos nomes que, no anterior, discutiram os lugares cimeiros e a vitória. No primeiro rali o sucesso ficou para Pedro Antunes (o regressado “Campeão” de 2020), face ao desalento de Sérgi Perez, que teve de abandonar no derradeiro troço, quando liderava com um confortável avanço. Há, também, que contar com Iago Gabeiras e Ernesto Cunha, os restantes ocupantes do pódio do Terras d’Aboboreira, numa lista de inscritos de âmbito internacional.

Recorde-se que em termos de calendário, os candidatos ao título e ao Grande Prémio da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2023, terão ainda pela frente, não só este Vodafone Rally de Portugal, como o Rallye Ourense (junho), o Rally Vinho Madeira (agosto), o Rallye Blendio Princesa de Asturias – Ciudad de Oviedo (setembro) e o RallyRACC Catalunya – Costa Daurada (outubro).

A PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2023 é uma coorganização da Peugeot Portugal e da Peugeot Espanha, com a logística no terreno a cargo da Sports & You.

 

 

TODOS CONTRA PEDRO ANTUNES

São muitos os nomes que pretendem ser os sucessores de Pedro Antunes no ranking de vitórias na PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2023, a começar pelo próprio, que exibiu muita garra no Rali Terras d’Aboboreira, numa dura e imprevisível batalha pelo primeiro lugar, ao longo da centena de quilómetros de troços da prova do Clube Automóvel de Amarante.

O regressado “Campeão” da copa de 2020 voltará a ter, neste Vodafone Rally de Portugal, a oposição dos seus conterrâneos Ernesto Cunha (3º lugar há quinze dias), Ricardo Sousa, José Loureiro, Paulo Roque, Hugo Lopes e Manuel Pereira. Já de terras de Espanha regressam, naturalmente com a desforra em vista, o Junior Sergi Pérez, que liderou a anterior prova até ao penúltimo troço, bem como Iago Gabeiras (2º classificado na Aboboreira), Adria Serratosa e Pablo Blanco, grupo que integra Xavier Agustina, um estreante absoluto na copa ibérica. A lista, de cunho internacional, completa-se com Joosep Nögene e Aleksandr Semenov, oriundos do leste da Europa.

Aos comandos dos competitivos, robustos e fiáveis Peugeot 208 Rally4, todos eles irão entregar-se às suas batalhas particulares, lutando pela vitória e/ou pelos melhores lugares que lhes permitam somar preciosos pontos e os correspondentes 20.000 euros em prémios monetários, 19.000 a dividir pelos ocupantes do top-10 e 1.000 para o vencedor da categoria Júnior (nascido em ou após 1 de janeiro de 1996).

Composta por seis provas, em pisos de terra e asfalto, com três ralis em Portugal e três em Espanha, a PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2023 tem reservado um Grande Prémio Final para o “Campeão” da época, galardão que lhe permitirá dar um importante passo em termos de carreira nos ralis, a nível nacional (em Portugal ou em Espanha) ou internacional (no Europeu de Ralis), em qualquer dos casos ao comando de viaturas do grupo Stellantis Motorsport, no que é, afinal, a génese desta copa monomarca com o selo Peugeot Sport.

 

UMA ÚNICA ETAPA COM OITO TROÇOS E 144,88 KM CRONOMETRADOS*

Organizado pelo ACP Motorsport, o mundialista Vodafone Rally de Portugal adota, este ano, uma estrutura bastante diferente dos últimos anos em termos de PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA, já que, para o efeito, o percurso da copa ibérica basear-se-á nos seus primeiro e terceiro dias (11 e 13 de maio), solução que se mostra potencialmente menos demolidora para máquinas e pilotos, do que a de outros anos, num percurso dedicado que totaliza 668,12 km.

Assim, os valorosos Leões e seus Peugeot 208 Rally4 irão integrar a Cerimónia de Partida do primeiro dia do rali (quinta-feira), a realizar em Coimbra, rumando, depois, ao Parque Fechado na Exponor (centro nevrálgico da prova e zona do Parque de Assistência), de onde apenas voltam a sair na manhã do terceiro dia.

Será, assim, apenas às 6h00 da manhã de sábado que terá início a batalha para a vitória no segundo rali da época, numa etapa composta por 7 Especiais, confronto que acontecerá numa dupla ronda pelos troços de Vieira do Minho (26,61 km; às 07h35 e 15h05), Amarante (37,24 km; às 09h05 e 16h35) e Felgueiras (8,91 km; às 10h35 e 18h05), juntando-se-lhes os 3,36 km da SuperEspecial de Lousada (19h05), num total de 144,88 km cronometrados. A dividir as duas rondas haverá um Agrupamento/Zona Técnica (12h06/12h46) e uma visita ao Parque de Assistência (12h46/13h30), espaço que volta a receber os concorrentes após a SuperEspecial (20h15/21h04), finda a qual os concorrentes rumam ao pódio de consagração e, de seguida, ao Parque Fechado.

Note-se que a segunda passagem por Felgueiras servirá de Power Stage para a copa, atribuindo-se os 3-2-1 pontos adicionais aos três mais lestos a cumpri-la, somando-se às pontuações que os concorrentes obtiverem com a sua posição na Classificação Geral Final da copa. O vencedor recolhe 25 pontos, o segundo 20 pontos e o terceiro 17, havendo 14, 12, 10, 8, 6, 4 e 2 pontos até ao 10º lugar, mais 1 ponto a todos os que terminem classificados para lá da 11ª posição (inclusive).

Mercê do pleno alcançado no Terras d’Aboboreira – vitória e do melhor tempo na Power Stage – Pedro Antunes é o líder do ranking de Pilotos da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2023, tal como Vitor Hugo nos Navegadores, ambos somando 28 pontos. Seguem-se Iago Gabeiras / Adrian Varela (22 pontos) e Ernesto Cunha / Rui Raimundo (18 pontos), numa tabela que contempla nove nomes em cada categoria já com pontuações, do total das 17 duplas que alinharam no rali. Entre as Equipas, a liderança pertence à PT Racing (28 pontos), seguida da Racing 4 You (26) e da The Racing Factory (22), num total de sete formações pontuadas.

Para terminar, refira-se que esta 2ª prova da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2023 segue o mesmo alinhamento competitivo do definido para o Campeonato de Portugal de Ralis de 2 Rodas Motrizes (CPR-2RM), pelo que os 208 Rally4 poderão sagrar-se vencedores desta subcategoria de ralis da FPAK.

* Nota: As horas indicadas referem-se ao primeiro carro na estrada.


VODAFONE RALLY DE PORTUGAL

LISTA DE INSCRITOS | PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2023 (2º prova)

 

Piloto Júnior País Navegador País
79 Ernesto Cunha Portugal Rui Raimundo Portugal
80 lago Gabeiras Junior Espanha Adrian Varela Espanha
81 Ricardo Sousa Portugal Luis Marques Portugal
89 Pedro Antunes Portugal Victor Hugo Portugal
90 José Loureiro Portugal ‘Bino’ Santos Portugal
91 Adrià Serratosa Espanha Eric Bellver Espanha
92 Paulo Roque Portugal Marco Macedo Portugal
93 Hugo Lopes Junior Portugal Tiago Neves Portugal
94 Joosep Ralf Nögene Junior Estónia Aleks Lesk Estónia
95 Sergi Pérez Junior Espanha Lorena Romero Espanha
97 Xavier Agustina Espanha Sérgio Fernandez Espanha
99 Aleksandr Semenov Junior Aleksei Ignatov
99 Pablo Blanco Espanha Ian Quintana Espanha
100 Manuel Pereira Portugal Pedro Magalhães Portugal

 

CALENDÁRIO DA PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2023

A Temporada 6 da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA divide-se por ambos os lados da fronteira ibérica, num mix de provas pontuáveis para o Campeonato de Portugal de Ralis (CPR e CPR 2RM, sob a égide da FPAK), para o Super Campeonato de Espanha de Ralis (SCER, sob a égide da RFEDA), e ainda para três iniciativas da FIA: Campeonato do Mundo de Ralis (WRC), European Rally Trophy (ERT) e International Iberian Trophy (IIT).

28 e 29 de abril Rali Terras d’Aboboreira (Amarante, Baião e Marco de Canaveses) Terra Portugal
11 a 14 maio Vodafone Rally de Portugal* Terra Portugal
16 e 17 junho Rally de Ourense Asfalto Espanha
3 a 5 de agosto Rali Vinho Madeira Asfalto Portugal
8 e 9 de setembro Rallye Blendio Princesa de Asturias – Ciudad de Oviedo Asfalto e Terra Espanha
20 e 21 de outubro RACC Catalunya/Rally de España Terra Espanha

 

* Percurso delineado nos dias 1 e 3 do rali.


Coorganizada pela Peugeot Portugal e pela Peugeot Espanha
e com a gestão logística a cargo da Sports & You, a PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2023 tem a Pirelli como parceira, no domínio do fornecimento e assistência em termos de pneus, e os apoios do RACC e do ACP.

 

INFORMAÇÕES E FOTOS:

– em http://www.peugeotrallycupiberica.com/

– no Facebook https://www.facebook.com/peugeotrallycupiberica/

– Imagens da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA para imprensa (livres de direitos editoriais) em  https://aifa.smugmug.com/Motorsport/PEUGEOT-Rally-Cup

 

CONTACTOS:

PEUGEOT PORTUGAL – Jorge Magalhães |  jorge.magalhaes@stellantis.com | + 351 96 986 16 80

SPORTS & YOU – José Pedro Fontes | jpfontes@sportsandyou.pt | + 351 91 762 55 88

GOOD NEWS – Tito Morão | tmorao@goodnews.pt | + 351 91 840 00 01

José Pinheiro | jpinheiro@goodnews.pt | + 351 91 565 32 73

Luta até ao final dá triunfo a Pedro Antunes /Hugo Vítor no arranque da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2023

Não podia ter começado melhor a edição de 2023 da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA, com uma luta bem viva pelo triunfo até ao último quilómetro da derradeira especial…. Impróprio para cardíacos é o que melhor descreve este início da competição promovida pela Peugeot Portugal e Peugeot Espanha, já que desde cedo foi visível que seriam vários os candidatos ao triunfo e que a luta entre estes era para acompanhar a par-e-passo, tão curtas eram as diferenças que se iam verificando em cada especial.

Com um valoroso lote de 18 equipas inscritas, a PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA voltou a emprestar uma animação enorme à prova do Campeonato de Portugal de Ralis e European Rally Trophy, deixando uma marca de competitividade nesta edição do Rally Terras D’Aboboreira, a par de uma clara nota de robustez associada aos Peugeot 208 Rally4.

Ricardo Sousa foi a estrela do primeiro dia de prova, com apenas três especiais, nas quais o piloto de Alenquer conseguiu levar a melhor sobre os demais e com uma curta diferença de três segundos para a dupla espanhola Sergi Benitez/Lorena Romero. Logo na secção de arranque se percebeu que luta não iria faltar, já que foram três os vencedores das três especiais de Sexta-feira, Ricardo Sousa, Sergi Benitez e Pedro Antunes, estes dois encerrando o pódio provisório ao cabo da secção de abertura.

Cientes das dificuldades inerentes a uma etapa mais longa (seis especiais), bem como da qualidade e “vontade” de um plantel recheado de bons pilotos, as equipas arrancaram cedo para a etapa de hoje e foi, afinal, Antunes quem mostrou mais argumentos no primeiro e terceiro troços do dia, com Benitez e Sousa logo atrás. O espanhol viria a vencer a segunda especial e esse resultado foi suficiente para se colocar na frente da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA finda a secção matinal, beneficiando, também, do abandono de Ricardo Sousa, após ter perdido uma roda do seu 208 Rally4 (pernos degolados). Com este percalço de Sousa foram Iago Gabeiras/Adrián Varela que ascenderam ao terceiro posto entre os Peugeot.

Benitez parecia estar no bom caminho para garantir o triunfo no Terras d’Aboboreira, até porque à entrada da última especial da prova (Power Stage) conseguiu acumular um avanço de mais de 23 segundos para o mais direto rival, Pedro Antunes. Mas, é sabido, “até ao lavar dos cestos é vindima” e foi mesmo ao cair do pano que, na dianteira, se deu nova reviravolta… Benitez não terminou a especial (transmissão) e o triunfo acabou por sorrir a Pedro Antunes/Hugo Vitor, à frente de Iago Gabeiras – vencedor na categoria Junior – e de Ernesto Cunha/Rui Raimundo, que fecharam o pódio, conseguindo ainda um ponto adicional pelo terceiro tempo assegurado na Power Stage.

Com estes resultados, Pedro Antunes é o primeiro líder da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2023, somando 28 pontos, resultado do triunfo na prova, ao qual soma 3 pontos pelo melhor tempo na Power Stage. Atrás de si estão mais 11 pilotos, sendo que Iago Gabeiras e Ernesto Cunha acompanham-no neste pódio provisório ao cabo da primeira de seis provas. A próxima é, nem mais nem menos, o Vodafone Rally de Portugal, na estrada entre os dias 11 e 14 de maio.

 

Classificação PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA:

1º Pedro Antunes/Hugo Vitor (Peugeot 208 Rally4), 1h14m40,2s

2º Iago Gabeiras/Adrián Varela (Peugeot 208 Rally4), a 35,3s

3º Ernesto Cunha/Rui Raimuindo ((Peugeot 208 Rally4), a 2m07,2s

4º Hugo Lopes/Tiago Neves (Peugeot 208 Rally4), a 3m08,8s

5º Alexander Semenov/Aleksei Ignatov (Peugeot 208 Rally4), a 3m16,6s

6º Kevin Saraiva/Beatriz Pinto (Peugeot 208 Rally4), a 4m41,6s

7º Gonçalo Fernandes/Fernando Miguel (Peugeot 208 Rally4), a 6m12,7s

8º Sérgio Dias/Bruno Abreu (Peugeot 208 Rally4), a 8m24,6s

9º Paulo Roque/Marco Macedo (Peugeot 208 Rally4), a 15m42,9s

10º Manuel Pereira/Pedro Santana (Peugeot 208 Rally4), a 23m10,3s

11º Pablo Balnco/Ian Quintana (Peugeot 208 Rally4), a 46m10,5s

12º Max McRae/Mac Kierans (Peugeot 208 Rally4), a 46m31,8s

 

PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA (após 1 prova):

1º Pedro Antunes, 28 pontos

2º Iago Gabeiras, 22

3º Ernesto Cunha 19

(estão classificados mais 9 pilotos)

 

CALENDÁRIO DA PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2023

A Temporada 6 da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA divide-se por ambos os lados da fronteira ibérica, num mix de provas pontuáveis para o Campeonato de Portugal de Ralis (CPR e CPR 2RM, sob a égide da FPAK), para o Super Campeonato de Espanha de Ralis (SCER, sob a égide da RFEDA), e ainda para três iniciativas da FIA: Campeonato do Mundo de Ralis (WRC), European Rally Trophy (ERT) e International Iberian Trophy (IIT).

28 e 29 de abril Rali Terras d’Aboboreira (Amarante, Baião e Marco de Canaveses) Terra Portugal
11 a 14 maio Vodafone Rally de Portugal* Terra Portugal
16 e 17 junho Rally de Ourense Asfalto Espanha
3 a 5 de agosto Rali Vinho Madeira Asfalto Portugal
8 e 9 de setembro Rallye Blendio Princesa de Asturias – Ciudad de Oviedo Asfalto e Terra Espanha
20 e 21 de outubro RACC Catalunya/Rally de España Terra Espanha

 

* Percurso delineado nos dias 1 e 3 do rali.

Coorganizada pela PEUGEOT Portugal e pela PEUGEOT Espanha e com a gestão logística a cargo da Sports & You, a PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2023 volta a ter a Pirelli como parceira, no domínio do fornecimento e assistência em termos de pneus, e os apoios do RACC e do ACP.

 

INFORMAÇÕES E FOTOS:

– em http://www.peugeotrallycupiberica.com/

– no Facebook https://www.facebook.com/peugeotrallycupiberica/

– Imagens da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA para imprensa (livres de direitos editoriais) em  https://aifa.smugmug.com/Motorsport/PEUGEOT-Rally-Cup

 

CONTACTOS:

PEUGEOT PORTUGAL – Jorge Magalhães |  jorge.magalhaes@stellantis.com | + 351 96 986 16 80

SPORTS & YOU – José Pedro Fontes | jpfontes@sportsandyou.pt | + 351 91 762 55 88

GOOD NEWS – Tito Morão | tmorao@goodnews.pt | + 351 91 840 00 01

José Pinheiro | jpinheiro@goodnews.pt | + 351 91 565 32 73